DRaaS

Interrupção de energia: a principal causa de inatividade

Alt image

Ficar indisponível em um mundo conectado pode gerar percepções negativas sobre o seu negócio.

Estudos mostram que 50% das empresas tiveram tempo médio de parada de 19 horas e a principal causa do tempo de inatividade é a falha de energia, seguida de erro humano.

De acordo com dados do estudo do Ponemon Institute e avaliação da Vertiv, que analisa causas de downtime de data centers, as empresas perdem até US$ 8,85 mil por minuto cada vez que seus servidores param de funcionar devido à interrupção no fornecimento de energia elétrica em seus data centers.

Gráfico de linha com oscilações discrepantes

A situação se agrava a cada dia, segundo o relatório, considerando que hoje existem corporações focadas em negócios 100% digitais (como Nubank, Uber e Waze), nas quais uma queda energética de apenas alguns segundos pode causar danos inestimáveis.

Instalações críticas indisponíveis significam que as empresas não podem realizar as operações mais básicas para as quais foram criadas, o que se traduz em perdas de lucros e de clientes. De acordo com a Schneider Electric, até 2030, 20% do consumo energético virá de aplicações digitais.

Frustração e desvalorização

Como você se sente quando não consegue acessar sua conta bancária, realizar uma compra em um site, ou enviar uma mensagem pelo WhatsApp? Esse é o termômetro do mundo hiperconectado, em que segundos afastam o cliente, abalam a credibilidade e geram perdas financeiras e de oportunidades.

Se o data center está inativo, pode criar perdas em cadeia, ou seja, são afetados os clientes do data center e os clientes desses clientes. Resultado? Frustração e descontentamento com a indisponibilidade de serviços são inevitáveis.

Manter o seu negócio ativo é imprescindível, e o UOL DIVEO pode ajudá-lo assegurar isso, prevenindo grandes prejuízos.

Fale com um especialista